21 de outubro de 2018

7 Mitos e Verdades sobre Chocolate



"Mas, May! Chocolate engorda, credo!" alguém
"Chocolate dá espinhas" amigo do alguém
"É o culpado das minhas enxaquecas" primo do amigo do alguém


Na vida, em deparei com diversos mitos e verdades sobre o chocolate. Engorda? Emagrece? Ajuda a saúde? Sara TPM? E resolvi vir desvendar cada um deles com você! (Tô me sentindo até a Velma, de Scooby Doo, nesse momento). Com a ajuda do Hospital Vila da Serra, seguem algumas das maiores verdades e mentiras sobre esse docinho tão lindo:

  • Causa espinhas: MITO
Não coloque de forma alguma a culpa das espinhas no chocolate, afinal isso nunca foi comprovado e ainda é uma incógnita para a medicina. De uma coisa temos certeza: o excesso de chocolate assim como o excesso de qualquer outro alimento prejudica o corpo de alguma forma, logo, o chocolate pode dar espinhas também, mas isso não é cientificamente comprovado.

  • Chocolate é antioxidante?: VERDADE
Nas embalagens dos chocolates, a quantidade de antioxidantes contidos é revelada. O ideal para a saúde é que este contenha 80% de cacau na sua composição. Tais alimentos antioxidantes são capazes de neutralizar os chamados radicais livres do corpo, gerados naturalmente e aumentados com estresse, sol, entre outros. Podem dar origem a doenças, problemas cardiovasculares e também neurológicos. Não é gostoso saber que quanto mais estressado você estiver, mais chocolate você pode comer?


  • Auxilia a musculatura? VERDADE
Muitos atletas de academias substituem seus shakes e suplementos por uma barra de chocolate amargo. Nele, contém uma substância chamada epicatequina, cuja oferece mais desempenho para a prática de exercícios físicos, com mais resistência a fatiga e maiores benefícios cardiovasculares.

  • Ajuda os fumantes: VERDADE
Como o chocolate ajuda na produção de antioxidantes, os fumantes se beneficiam mais dessas ajudas, pois os mesmos têm mais radicais livres em seus corpos, logo a catequina e a epicatequina absorvem mais dessas partículas danosas e ajudam a diminuir os efeitos maléficos do cigarro. Entre um cigarro e outro, o cientista Pasquale Pignatelli, da Universidade de Sapienza, recomenda que os fumantes consumam de 20 a 40 gramas de chocolate amargo (mais de 70% de concentração de cacau) ao dia.

  • Contra inflamações: VERDADE
Civilizações ancestrais como os maias e astecas usavam o cacau para tratar problemas cardiovasculares, gastrointestinais e do sistema nervoso. “O chocolate contém elementos químicos que imitam a ação dos agentes do corpo humano que combatem a dor e a inflamação. Ele também minimiza a quantidade de substâncias inflamatórias no organismo”, afirma Paul Durham, autor do estudo e pesquisador da Universidade do Missouri, nos EUA. “Em nossos testes, usamos cacau em pó para produzir resultados mais eficientes. Chocolate amargo também se mostrou mais eficaz no bloqueio a inflamações que chocolate ao leite”. O importante é que o consumo de chocolate amargo é LIVRE.

  • Chocolate é afrodisíaco? MITO
Perante a ciência, é um mito, mas todos nós sabemos que ao consumirmos chocolate, temos sensações de bem-estar, logo não está muito distante de ser afrodisíaco, não? A produção de hormônios se altera, podendo causar estímulos diferentes do comum no organismo.

  • Causa enxaqueca: MITO
Algumas pessoas acusam uma dor de cabeça a um chocolate que elas tenham comido, porém estudos recentes não relacionam isso ao consumo dessa guloseima. Apesar de nada ter sido provado, alguns componentes do alimento como a cafeína, gorduras e feniletilamina podem causar aumento da enxaqueca em pessoas mais sensíveis. Colaboram para o aumento, não para a origem.

  • Ajuda no controle da TPM: VERDADE
Na TPM, as mulheres mudam de humor pelo desconforto de dores e má sensações. Ao comer chocolate, há a liberação de serotonina, hormônio responsável pela sensação de bem estar. Santo e delicioso remédio!

  • Prazer: VERDADE
O chocolate causa a “produção” de Felicidade! Coma chocolate sem medo.


E você, conhece mais algum que deva ser publicado? Comenta nesse post aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Últimos posts: